Mensagem de erro

  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 206 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 213 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 213 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 213 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 213 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 213 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 213 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 213 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 213 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 213 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 213 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 218 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 218 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 218 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 218 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 218 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion em views_plugin_cache->gather_headers() (linha 218 de /home/ba/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).

As 10 características que separam os excelentes barmans dos barmans normais

barman com cliente

São as pessoas que fazem os sítios e num bar isso é uma regra de ouro. Enquanto barman, é a figura central da noite, aquele responsável pelo fornecimento do produto que as pessoas aí procuram, no entanto, mais do que um cocktail bem servido, os seus “convidados” procuram um ambiente completo, onde não falta nada. E tudo começa com o barman.

  1. Personalidade. O mais certo é que nunca conheceu nenhum barman tímido e se já encontrou algum na noite provavelmente foi uma experiência única. Separado dos clientes por um balcão, os barmans têm de os conquistar com o seu profissionalismo, mas também com a sua conversa. No entanto, não há profissionalismo que lhe valha, se não conseguir estabelecer aquele clique com os clientes, sim aquele clique que os fazem voltar ao balcão vezes sem conta, voltar ao bar vezes sem conta e, de preferência, trazendo novos clientes. Os barmans vivem de boas primeiras impressões.
  2. Sociabilidade. As capacidades sociais irrepreensíveis são o maior trunfo de um excelente barman. Não lhe vai bastar uma personalidade admirável se não souber comunicar eficazmente com os seus clientes. Começando pelo contacto visual permanente, um aperto de mão firme sempre que necessário, um sorriso sempre pronto a esboçar e uma atitude interessada – este é o seu guia de sobrevivência no ambiente social que é um bar. Local de convívio por excelência, mais do que clientes, as pessoas querem sentir-se em casa, como convidados. 
  3. Apresentação. Mesmo que apenas seja visível da cintura para cima, ninguém quer confiar as suas bebidas a um barman com cabelo comprido e oleoso a tapar-lhe o rosto, camisa aberta até o umbigo, mãos amareladas pelo tabaco e com unhas que já não são cortadas há semanas! Embora este seja um cenário extremo, é bem ilustrativo daquilo que um excelente barman não deve fazer. Nunca. Os bares com os ambientes cool são um chamariz, especialmente para beautiful people, por isso, dê o exemplo. Impressione, noite após noite.
  4. Força física. Ser barman não se resume a entreter e a fidelizar clientes, a dar show com garrafas a voar pelo ar e a preparar maravilhosas bebidas exóticas. Há os bastidores… sim, as horas imediatamente antes e depois de qualquer noite: carregar caixas de garrafas, copos e barris de cerveja, manusear mobília para fazer a limpeza do bar, levar o lixo. Isto para não falar na ocasional briga ou cliente embriagado que precisará de manter em controlo ou até escoltar para a rua. Fora isso, não se esqueça que passará todas as noites de pé, andando de um lado para o outro, convivendo e até dançando. Mantenha-se em forma para poder dar sempre o seu melhor no local onde realmente interessa: por de trás do bar.
  5. Excelente memória. Não há pior cenário para um barman do que esquecer-se dos seus pedidos ou confundi-los. Neste ramo de trabalho, a memória é tudo, por isso, aprenda a “desligar-se” do ambiente que o rodeia na hora dos pedidos e preparação das bebidas, potenciando assim os seus níveis de concentração nas horas de maior “aperto”. Se necessário, tenha um pequeno caderno sempre consigo para anotar os pedidos, desenvolvendo, por exemplo, um sistema de abreviaturas personalizado. Outro truque é alinhar de imediato os copos e só depois ir buscar os licores, sumos ou refrigerantes – corre menos riscos de se esquecer. Existem muitas maneiras de memorizar os seus pedidos, descubra aquele que melhor funciona para si.
  6. Conhecimento profundo acerca do sector. Um excelente barman tem de saber tudo o que puder sobre licores, cervejas, vinhos e cocktails e essa aprendizagem deve ser contínua. É certo que, mais cedo ou mais tarde, alguém pode pedir-lhe uma bebida que desconhece. É normal, acontece e ninguém espera que conheça cada um dos milhares de cocktails existentes no mundo ou então aquele whisky, confeccionado exclusivamente numa aldeia perdida da Escócia. Evite dizer ao cliente que não faz a mínima ideia o que ele quer e tente ter sempre recursos preciosos – livros de receitas e/ou ligação à Internet – ao seu dispor. No caso de não conseguir satisfazer o pedido do cliente, converse com ele e tente aprender como se faz esse cocktail até com a ajuda do próprio cliente.
  7. Responsável e confiável. Tratar todos os clientes de forma igual, não “aldrabar” as bebidas, utilizar apenas os melhores ingredientes, proporcionar um convívio agradável, zelar pela higiene e segurança do bar são algumas das grandes responsabilidades de um barman exemplar. Ser responsável atrás do balcão, respeitar os restantes colaboradores do bar e saber trabalhar em equipa para que todos possam aproveitar a noite da melhor forma possível é, no fundo, o que separa os excelentes barmans dos barmans normais.
  8. Rápido e eficiente. As pessoas vão para um bar para beber e conviver, basicamente não há um sem o outro, por isso, quando as bebidas começam a demorar ou a faltar os clientes podem decidir que está na hora de passar para outro bar. Não os deixe e surpreenda-os com a sua rapidez e eficiência no atendimento e preparação dos seus drinks.
  9. Boas noções financeiras. Não precisa de ser nenhum guru de Wall Street para ser um excelente barman, mas um bar é um negócio e há que saber e conseguir distinguir o trabalho do prazer. Saber lidar bem com o dinheiro, tornando-o numa parte insignificante da noite (no sentido em que não provoca reclamações ou chatices, mas sim que continue a encher a caixa registadora) é uma ferramenta valiosa para um barman excepcional. As contas de cabeça precisas e feitas na hora também irão contribuir para a sua reputação de rápido e eficiente.
  10. Originalidade. Para além de todos os truques que qualquer barman deve saber, é sempre bom poder destacar-se de uma forma original, evidenciando o seu cunho pessoal enquanto barman. Qualquer barman aspira a ser Tom Cruise no filme “Cocktail”, mas não precisa de fazer malabarismos com garrafas para dar nas vistas. Existem várias maneiras de ser original e destacar-se enquanto o barman que todos querem que o sirvam: especializar-se num cocktail irresistível; oferecer um shot às pessoas que estiverem ao balcão a uma determinada hora da noite, conhecida apenas por si; dar uma lição por noite para todos os clientes poderem apreciar (por exemplo: como preparar uma caipirinha)… as possibilidades são infinitas. Boa sorte!
Gostou deste artigo?: